Fábrica própria SP/BRASIL

Cinta de elevação de cargas: as melhores práticas

Cinta de elevação de cargas: as melhores práticas

Pensar na logística interna de um negócio leva a refletir sobre todos os processos envolvidos para a sua manutenção – principalmente o transporte dos produtos fornecidos. Dessa forma, o fluxo dos recursos é um dos pilares que sustenta tal logística, garantindo a movimentação de cargas.

Tal movimentação também envolve o ato de içar a carga, o qual deve ser feito de maneira segura e com produtos de qualidade. O instrumento essencial para que isso possa ser realizado consiste na cinta de elevação de cargas, que as mantém imóveis durante o transporte.

O papel desse instrumento é imprescindível, prevenindo a ocorrência de acidentes e preservando a integridade dos produtos. No entanto, como usufruir dessa estrutura de forma a otimizar a movimentação de mercadorias?

Aspectos importantes para o uso da cinta de elevação de cargas 

Falar do içamento de cargas requer que uma palavra esteja acoplada ao seu significado: segurança. Essa é a prioridade, reduzindo não apenas o esforço dos trabalhadores, mas também evitando consequências perigosas. Desse modo, a produtividade pode ser otimizada por meio da maior eficiência.

Diante disso, alguns aspectos são necessários em relação à utilização desse equipamento. Em primeiro lugar, deve-se contar com uma equipe composta por mão de obra especializada, que precisa passar por treinamentos constantes.

Em segundo lugar, ensinamentos fundamentais têm de ser compartilhados ao longo dos treinamentos, fazendo parte dos ideais de qualquer negócio. Desse modo, para que as cintas sejam usadas de forma cuidadosa, é necessário inspecioná-las, conferindo se não há danos, examinando seus encaixes e acessórios e, portanto, jamais utilizando produtos danificados. Assim, todos os detalhes devem ser analisados minuciosamente.

É de suma importância observar as condições que cercam os lugares de sua utilização. Apesar de passar por procedimentos rigorosos, que dificultam o desgaste por atrito e o envelhecimento do tecido, é preciso estar atento para prevenir ainda mais a sua danificação. Dessa forma, a cinta não deve ser operada em ambientes agressivos e em temperaturas acima de 100 ºC. Tais medidas também devem ser consideradas no seu armazenamento, que precisa ser realizado em lugares livres da ação dos raios ultravioleta.

Além disso, os produtos possuem diferentes estruturas, sendo importante fazer a escolha correta. A área de trabalho, dimensões, formas e peso da carga devem ser julgados na hora de optar por uma cinta específica. Ademais, essa escolha precisa levar em conta as suas capacidades e o tipo de amarração a ser feita, não excedendo as especificações técnicas.

Conte com a Polifitema

Presente no mercado há mais de 20 anos, a Polifitema fornece serviços de altíssima qualidade, dispondo de cintas de elevação ou de amarração de cargas e cinturões para trabalhos em altura.

Contamos com a dedicação de profissionais qualificados, os quais são responsáveis por realizar atendimentos personalizados, seguindo rigorosamente os protocolos de segurança e conhecendo os produtos de maneira global.

Conheça os nossos modelos de cinta de elevação de carga e conte com a Polifitema para tornar o seu negócio mais seguro e eficiente!



Deixe uma resposta