Fábrica própria SP/BRASIL

Como maximizar a segurança em trabalhos em altura?

Como maximizar a segurança em trabalhos em altura?

Os riscos de acidentes relacionados ao trabalho em altura correspondem tanto a falhas de materiais quanto à falta de treinamentos oferecidos aos colaboradores. Sendo assim, é fundamental contar com equipamentos adequados e preparados para atividades em que o profissional seja exposto à altura, sempre seguindo as recomendações da NR-35, que iremos apresentar neste artigo.

A seguir, você aprenderá sobre a norma que regulariza os treinamentos de trabalho em altura, bem como os procedimentos para evitar acidentes nesse caso e porque realizar a troca de equipamentos frequentemente é importante. Para saber mais sobre o assunto, continue lendo o nosso conteúdo.

NR-35: norma regulamentadora sobre trabalho em altura

A NR-35 tem como finalidade garantir treinamentos que auxiliem na segurança e bem-estar dos colaboradores que exercem atividades em altura. Com ela, o Ministério do Trabalho e Emprego tornou obrigatório o programa de capacitação dos trabalhadores para a realização de trabalho em altura por parte do empregador.

No item 35.3.2 da regulamentação, é possível encontrar as especificações sobre a obrigatoriedade do treinamento, bem como seus exercícios teóricos e práticos, com carga horária de, no mínimo, oito horas.

O documento contém, portanto: normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura; análise de risco e condições impeditivas; riscos potenciais inerentes à atividade em altura e medidas de prevenção e controle; sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva; EPIs para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso; acidentes típicos em trabalhos em altura; condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e primeiros socorros.

A norma estabelece, ainda, que o empregador deve realizar treinamentos a cada dois anos, além de alterações nos procedimentos e condições de trabalho, avaliação da necessidade de novo treinamento e oferta de retorno de afastamento do trabalho superior a noventa dias.

Como evitar acidentes de trabalho em altura?

O primeiro passo para evitar acidentes de trabalho em altura é verificar se os equipamentos utilizados para acesso à superfície são estáveis e seguros para o peso dos colaboradores, bem como o fornecimento de outros materiais, como EPIs. Em seguida, a atividade deve começar a partir do solo, com estruturas devidamente instaladas por dispositivos de elevação.

Além disso, uma boa forma de minimizar os riscos de queda é analisar os perigos relacionados a cada tarefa previamente, a fim de realizar o procedimento com cautela. Também é necessário garantir que os colaboradores possam trabalhar com segurança por meio dos treinamentos oferecidos e dos métodos de prevenção, como evacuação de emergência e salvamento, caso necessário.

Por que realizar a troca de equipamentos é fundamental

Tão importante quanto a prática de treinamentos para manter a segurança dos trabalhadores, a troca constante de equipamentos faz com que os riscos sejam reduzidos em maior escala. Portanto, o empregador é responsável por realizar inspeções periódicas para garantir que os dispositivos utilizados estejam em boas condições de uso, realizando a troca de acordo com suas necessidades.

Para isso, a Polifitema oferece produtos de qualidade, como equipamentos para movimentação de carga, manilha e cinta de amarração de carga, com o objetivo de garantir proteção aos seus colaboradores e aumentar a produtividade dentro de sua empresa ou indústria.

Oferecendo as melhores soluções de segurança em produtos de qualidade, a empresa possui total conhecimento no setor e minimiza os riscos de acidentes nas áreas de elevação e amarração de cargas. Saiba mais sobre nossos produtos, clique aqui e acesse o blog.



Deixe uma resposta