Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Amarração de cargas: cuidados antes de pegar a estrada

Por trabalharem com transporte de cargas, os caminhoneiros sabem, no dia a dia, a importância da realização de uma amarração eficaz dos produtos. E isso não apenas para protegê-los de perdas e quedas, mas principalmente para que sejam evitados acidentes fatais nas estradas.

Falando especificamente sobre o Brasil, a cinta de amarração acaba sendo ainda mais necessária porque a situação das diversas rodovias do país é precária em infraestrutura e, muitas vezes, perigosa por conta de assaltos.

Principais cuidados

Por isso, antes de começar a amarração de uma carga, a empresa envolvida deve elaborar um projeto completo que apresente informações do caminhão (raio de operação, configuração dos equipamentos e etc), além de toda a sua capacidade para cumprir o objetivo desejado.

Após este momento, o ideal é que seja descrito objetivamente os dados completos que mostram o tipo de carga e detalhes como seu peso total, centro de gravidade, materiais utilizados para realizar a movimentação, principais acessórios (manilhas, catracas para amarração, laços de cabo de aço e etc).

Roteiro do Trajeto

Neste contexto, é importante ressaltar que toda a pesquisa deve ser acompanhada de um roteiro do trajeto que será realizado no transporte dado ao caminhoneiro. Portanto, em cada uma das ações deve ser incluída num checklist, que tem como intenção garantir a integridade dos processos e não deixar que aconteçam erros que possam causar qualquer tipo de acidente.

Para esquematizar a movimentação de carga, vale destacar que há leis e normas específicas que garantem maior segurança nos processos. Por esse motivo, é essencial ficar de olho na legislação e instruir colaboradores quanto ao bom conhecimento de cada um dos procedimentos.

Normas

As especificações regulamentadoras para elevação e movimentação de carga são a NBR11, a NR12 e a NR-18. Existem ainda normas específicas que dependem do tipo de atuação, como por exemplo, em portos (NR-29).

As empresas de logística devem ficar cientes que toda a metodologia criada para realizar a movimentação de carga deve ser inspecionada periodicamente. Uma lacuna nesse processo pode comprometer as atividades e resultar em danos gravíssimos às mercadorias.

Riscos

De acordo com especialistas, para evitar tombamentos para frente, é necessário que o comprimento da carga seja ao menor 80% maior que a medida da altura. Para evitar que tombe para os lados, a largura deve de 50% ou mais da medida da altura. Contudo, essa fórmula não se encaixa em cargas com pesos e medidas irregulares.

Amarração de forma eficiente

Entre os principais métodos utilizados para amarração de carga, podemos destacar a fixação envolvente – onde o objeto é forçado contra o piso do veículo -, a fixação direta em contendores – onde a carga fica em carrocerias basculantes ou tanques – a fixação direta por meio de bloqueadores – onde a carroceria do produto é utilizada – e a fixação direta por meio de dispositivos de fixação, que incluem cintas, correntes e catracas para amarração.

Onde encontrar

Se você procura uma empresa de confiança para realizar seus investimentos em equipamentos para amarração de carga, conheça os produtos da Polifitema, clique aqui e entre no site. Além de serem elaborados a partir dos mais rígidos controles de qualidade, estão no mercado a preços competitivos e de excelente custo-benefício.

 

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta