Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Importância dos EPI’S nos trabalhos em altura

Confira quais as funcionalidades dos Equipamentos de Proteção Individual – os EPIs – e por que é tão importante investir em acessórios de qualidade para trabalhos em alturas.

Os equipamentos de segurança, como cinturões para trabalho em altura, são obrigatórios para uso dos empregados, e podemos citar diversos exemplos de atividades que exigem esses acessórios. Entenda melhor o assunto:

O que é um EPI

O EPI é uma forma muito importante de garantir a segurança dos trabalhadores. EPI é todo dispositivo de uso individual, com a finalidade de proteger a saúde e a integridade física do trabalhador.

Esses equipamentos só podem ser comercializados e utilizados se houver Certificado de Aprovação (CA) com número expedido pelo MTE, e que conste no próprio EPI.

EPIs e o Trabalho em Alturas

É considerado como trabalho em alturas todas aquelas atividades realizadas a, pelo menos, 2 metros acima do chão, seja em andaimes, plataformas ou escadas, assim como em trabalhos de profundidade, como em escavações, poços e minas.

Os trabalhos em altura exigem atenção especial já que são considerados serviços de alto risco em que, estatisticamente, ocorre o maior número de mortes de trabalhadores devido a quedas, tanto de pessoas quanto de materiais.

Durante a realização de um trabalho em altura, é fundamental a perfeita utilização de todos os procedimentos e equipamentos de segurança disponíveis e regulamentados, para garantir a integridade física dos trabalhadores responsáveis por tais trabalhos, assim como a proteção das pessoas que transitam próximas a estas áreas.

Obrigatoriedades para utilização dos EPIs

  • O empregador (ou empresa) é obrigado a adquirir os tipos adequados de equipamentos de proteção individual de acordo com as atividades dos empregados;
  • É preciso também treinar o trabalhador para uso correto e tornar a utilização dessas ferramentas obrigatória por parte deles;
  • Substituir equipamentos danificados ou extraviados, além de higienizá-los e fazer a sua manutenção;
  • O empregado obrigatoriamente deve usar o EPI para o fim a que se destina e responsabilizar-se por seu armazenamento e conservação, assim como comunicar ao empregador alterações que tornem seu uso impróprio;
  • Na escolha dos EPIs devem ser levados em consideração, além dos riscos a que o trabalhador está exposto, outros riscos adicionais;

Como Escolher os EPIs Corretos

É preciso estar de acordo com alguns pontos principais durante a escolha do EPI:

  • O grau de perigo apresentado pela atividade;
  • A adequação do equipamento, com relação a situação de risco apresentada (praticidade e manutenção);
  • Riscos ambientais e eminentes ao trabalhador, assim como adequação do equipamento a tais riscos apresentados (lembrando que o trabalhador deve sempre usar aparelhos que condizem com os perigos apresentados, e muitas vezes pode lançar mão de mais de um EPI em sua jornada de trabalho);
  • Ao determinar os tipos de EPIs a serem utilizados, eis o momento de verificar quais as melhores opções de mercado. Faça perguntas como “esse aparelho é confortável?”, “o trabalhador usaria o dia inteiro?”.

Encontre os melhores EPIs do mercado na Polifitema

No site da Polifitema encontra-se diversos equipamentos para segurança do trabalho, como cinturões para trabalho em altura e muito mais.

Navegue pelo site e confira!



Deixe uma resposta