Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Insalubridade: entenda todos os pontos

A insalubridade é uma condição de trabalho que se encontra em uma série de ocupações e diz respeito aos riscos aos quais os colaboradores estão expostos. Porém, esse é um assunto tido como desconhecido por várias pessoas, o que não deve acontecer, já que envolve questões de saúde, segurança e, até mesmo, financeiras que precisam ser esclarecidas.

Portanto, depois de entender todos os pontos a respeito desse assunto, será muito mais fácil lidar com as questões de insalubridade no dia a dia e saber como proceder perante a cada situação.

O que é insalubridade?

A definição de insalubre é tudo aquilo que pode ser considerado prejudicial para a saúde, seja física ou mental, causada pelo trabalho. Todas as atividades consideradas insalubres estão dispostas na Norma Regulamentadora (NR) 15, do Ministério do Trabalho, que trata das Atividades e Operações Insalubres.

Quando o trabalhador está exposto a condições intermitentes que podem prejudicar a sua saúde, seja a exposição a ruídos, temperaturas e pressões fora do padrão considerado normal, agentes químicos e biológicos, umidade ou quaisquer outras condições, então considera-se que o trabalho é insalubre.

O ambiente de trabalho deve passar por uma avaliação bem específica, que determinará se as condições enfrentadas ali realmente são insalubres ou não. Caso se identifique a presença da insalubridade, então é obrigação da empresa tentar adaptar o local para melhorar suas condições, fornecer os EPIs necessários para o desempenho da função, oferecer treinamentos para auxiliar os colaboradores a respeito da segurança e, se necessário, reduzir sua jornada de trabalho.

A importância dos EPIs para limpeza profissional é tão grande quanto a utilizada por profissionais que trabalham em redes de efluentes, locais com elevado nível de ruído, poeiras minerais e demais condições inadequadas.

Como funciona o adicional de insalubridade?

Por maior que seja a importância dos EPIs, nem sempre eles conseguirão contornar esse quadro de insalubridade, que por vezes pode ser um problema impossível de se corrigir devido às condições daquele determinado tipo de trabalho. Quando a insalubridade é identificada e o problema não pode ser solucionado mediante nenhuma das práticas recomendadas, então o colaborador deve receber um adicional de insalubridade em seu salário.

Isso acontece porque ele precisa trabalhar em condições que não são consideradas as ideais e podem interferir em sua saúde. Logo, esse adicional seria como uma bonificação por o profissional atuar em tais condições. O adicional deve ser de 40% (grau máximo), 20% (grau médio) e 10% (grau mínimo) sobre o salário bruto do colaborador, de acordo com as determinações da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e a NR 15.

Porém, é importante ressaltar que esse adicional deve ser concedido apenas quando não é possível fazer mais nada para tornar as condições do ambiente de trabalho ideais para que os colaboradores desempenhem suas funções sem riscos à sua saúde. Ainda nesses casos, a importância dos equipamentos de proteção é muito grande, já que pode amenizar esses efeitos e garantir que os colaboradores trabalhem nas melhores condições possíveis.

Dada a importância dos EPIs, é determinante contar com uma empresa especializada em seu fornecimento, como a Polifitema, que já atua há mais de 23 anos no mercado. Clique aqui e confira outros conteúdos especiais a respeito de segurança do trabalho, EPIs e demais assuntos que podem te ajudar muito em sua organização ou vida profissional!

Veja mais

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta