Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Movimentação de carga em Rondônia foi de 6,2 milhões de toneladas em 2016

Em 2012 foi registrado um aumento de mais de 70% no porto graneleiro, em Porto Velho, devido à movimentação de cargas. O índice reflete diretamente no aumento das operações, no faturamento do porto e no desenvolvimento da região. Em 2012, o porto chegou a exportar seis milhões de toneladas de grãos.

No ano de 2015, entre os meses de janeiro e novembro, conforme dados consolidados do Sistema de Desempenho Portuário (SDP), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), o porto de Rondônia registrou mais de dois milhões de toneladas em movimentação de cargas.

No terminal portuário, diariamente circulam em média mais de duas centenas de caminhões transportando os mais variados tipos de cargas: soja, milho, cimento, carnes, fertilizantes, alimentos perecíveis e não perecíveis, contêineres, automóveis e cargas gerais. Esses produtos abastecem o mercado regional e internacional, especificamente os grãos que saem de Porto Velho até Itacoatiara, Amazonas, pela hidrovia do Rio Madeira.

Da movimentação de carga destacam-se os granéis sólidos, representando 85% da movimentação total do porto. A rota alternativa possibilitada pelo porto de Porto Velho, para o escoamento de grãos oriundos do Sul de Rondônia e Norte do Mato Grosso, contribui para a consolidação da movimentação de carga no cais flutuante, principal ponto de atracação do porto.

Movimentação de cargas no Brasil

O sistema portuário da cidade de Porto Velho, além do Porto Organizado, é composto por 16 terminais de uso privado e uma instalação portuária de pequeno porte que juntos movimentam cerca de 13 milhões de toneladas de cargas por ano. Somente em granéis sólidos, a quantidade estimada é de 4,9 milhões de toneladas transportadas pela hidrovia do Rio Madeira.

Os números do ano de 2016 revelaram que a movimentação de carga superou os anos de 2012 e 2015. A movimentação de cargas nos terminais portuários de Rondônia foi de 6,2 milhões de toneladas no ano passado. Para o ministro dos transportes, Maurício Quintella, a análise mais detalhada do setor hidroviário brasileiro é de grande importância, uma vez que colabora com o objetivo do governo de dar transparência e divulgar dados possibilitando o planejamento de ações para a melhoria do setor.

Pelos portos e terminais brasileiros passam 90% do comércio de exportação e importação do país. No ano passado, o Ministro dos Transportes visitou Porto Velho para assinar o contrato de dragagem do rio Madeira, para tornar o rio navegável durante todas as épocas do ano, beneficiando a movimentação de cargas pelo terminal público do Estado e privados.

Como é possível observar a movimentação de carga é uma etapa muito importante para o abastecimento do país. Por isso, é preciso ressaltar que todos os cuidados referentes ao transporte de carga precisam ser tomados, levando em conta o uso dos equipamentos corretos para amarração de movimentação de carga. Apenas com o uso dos equipamentos certos, tais como cinta para movimentação de carga, manilha para movimentação de carga e corrente para elevação de carga, a carga permanecerá segura.

A Polifitema fabrica e trabalha com uma infinidade de produtos para garantir a segurança total na movimentação de carga. Na seção de amarração de carga você encontra: corrente de amarração, catraca móvel, catracas fixas, fitas avulsas, variação de ganchos, manilha para movimentação de carga, corrente para elevação de carga e ainda outros equipamentos. Há ainda outros itens de movimentação de carga, para conhecer todos os equipamentos da Polifitema acesse o site ou entre em contato com a equipe de atendimento!

Gostou desse artigo? Confira esses e muitos outros no Blog da Polifitema.

Até a próxima!

Conheça a Fita para treino de suspensão TRX.

 

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta