Fábrica própria SP/BRASIL

Novo coronavírus: higienização na indústria

Novo coronavírus: higienização na indústria

A COVID-19 chegou ao Brasil, por isso, é preciso tomar todas as medidas preventivas a fim de evitar sua disseminação e contágio, principalmente no local de trabalho. Desta forma, em qualquer tipo de indústria, as regras de desinfecção devem ser aplicadas em prol do bem estar dos funcionários e consumidores.

A seguir, você verá dicas essenciais para manter o funcionamento de sua indústria, tomando os cuidados necessários durante a pandemia. Neste artigo, falaremos sobre substâncias e processos a serem evitados, bem como o modelo de higienização e desinfecção adequado, principais produtos utilizados e a importância da troca de equipamentos constante.

O que evitar na higienização de sua indústria

Principalmente na indústria de alimentos, a utilização de algumas substâncias pode oferecer riscos ao manipulador e ao alimento, além de não apresentarem eficácia para a desinfecção. Desta forma, procedimentos também podem ser realizados de forma incorreta, causando diversos problemas, como tempo de contato do produto com a superfície não higienizada, bem como a falta de preparo de funcionário, caso não haja um treinamento adequado.

Portanto, evitar algumas práticas na operação de sua indústria significa proporcionar produtos de qualidade aos consumidores, além de adotar medidas preventivas no ambiente de trabalho, o que permitirá a desinfecção dos produtos e ferramentas utilizadas nos processos.

Modelo de higienização e desinfecção de indústrias

Quanto às técnicas corretas de higienização e desinfecção, é necessário adotar normas e estabelecer orientações para a sanitização, tanto das ferramentas quanto nas instalações da indústria. Ou seja, é preciso oferecer treinamentos aos funcionários a fim de contar com procedimentos adequados para a sanitização dos produtos e do local de trabalho.

Além disso, o gestor deve acompanhar a aplicação dos métodos de higienização e desinfecção, bem como verificar as técnicas utilizadas de maneira correta ou incorreta nos setores para a eficácia da sanitização, como parte do monitoramento do processo.

Principais produtos químicos utilizados na higienização

Para obter uma boa higienização dos produtos em sua indústria frente à pandemia, é possível utilizar alguns produtos, como antiespumantes, ácidos inorgânicos (clorídrico, sulfúrico, nítrico, fosfórico, sulfamico) ou ácidos orgânicos (acético, hidroxi-acético, láctico, glucínio), desinfetantes com composição de cloro, amônia quaternária ou isodoros.

Além disso, produtos químicos que contêm hidróxido de sódio, sesquisilicato de sódio, ortosilicato de sódio, fosfato trissódico, carbonato de sódio, metasilicato de sódio e bicarbonato de sódio podem ser utilizados. Agentes de suspensão, como carboximetilcelulose e amido, e inibidores de corrosão, como sulfito de sódio e cromato de potássio, também são indicados.

A importância da troca de equipamentos

Além da desinfecção dos equipamentos, é muito importante realizar a troca para manter a qualidade e bom funcionamento dos processos dentro da rotina de uma indústria. Por isso, deve-se condicionar uma regularidade na troca de ferramentas, a fim de diminuir o período de ajustes e otimizar o tempo dos processos. Na Polifitema, é possível encontrar produtos para movimentação de carga, manilha e cinta de amarração de carga para a eficácia de sua operação.

Desde 1992, a Polifitema atua no mercado oferecendo soluções para empresas e indústrias,  oferecendo cintas de amarração e elevação de cargas, movimentação de carga, manilha e muitos outros equipamentos para otimizar seus processos. Saiba mais sobre as técnicas de utilização, clique aqui e acesse o blog.

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta