Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Reduza os riscos de um trabalho em altura

Introdução aos riscos no trabalho em altura

Todo o tipo de trabalho realizado a uma altura maior que dois metros e que oferece risco de queda deve contar com cuidados e equipamentos específicos previstos por Lei. Afinal de contas, a falta de uma proteção específica pode causar danos fatais para os trabalhadores, tais como lesões graves e fatais.

Por isso, para minimizar os riscos no trabalho altura, as empresas devem estar atentas ao que diz a legislação. E em primeiro lugar, é importante ressaltar que o Equipamento de Proteção Individual (EPI) deve – necessariamente – ser entregue gratuitamente ao colaborador, em condições de uso excelentes e devidamente autorizado com uma Certificação de Aprovação (CA).

Além disso, a empresa deve fornecer todo o tipo de instrução para que o funcionário use os produtos corretamente para o trabalho em altura. Já o colaborador não deve abrir mão do uso do EPI, mantendo sempre a sua conservação e higiene, solicitando a seus superiores qualquer necessidade de ajuste ou troca.

Dicas para reduzir os riscos no trabalho em altura

 Capacitação

Qualquer colaborador que realiza atividades do tipo deve estar totalmente capacitado para a função. Após a contratação, a empresa deve fornecer a ele todo o treinamento necessário para executar sua função com eficácia.

Além disso, a plena saúde do trabalhador deve ser comprovada por um especialista da saúde, que irá garantir a não ocorrência de riscos de problemas como labirintite e mal súbito, que podem causar quedas fatais.

Manutenção Preventiva

Todos os sistemas de proteção devem ser verificados regularmente para evitar danos que podem se agravar ao longo do tempo. Corrosões, rachaduras e cortes devem ser observados com cautela e enviados para inspeções técnicas sempre que necessário.

No caso dos cintos de segurança, eles devem ser guardados em locais secos, limpos e livres do contato direto com o Sol.

No geral, todos os materiais jamais devem estar expostos a materiais corrosivos – como ácidos, hidrocarbonetos, líquidos de baterias, entre outros – ou qualquer fonte de calor excessivo.

Supervisão

Cabe ainda aos empregadores adotarem medidas de supervisão em relação a todo o trabalho realizado em altura. Ao analisar a qualidade da atividade executada e a agilidade do funcionário, poderá ser evitada uma série de erros de segurança.

Evite riscos trabalho em alturaUso do trava quedas

O cinto de segurança sozinho não proporciona a segurança ideal, e por isso ele precisa de um trava quedas, ou seja, um elo para a sua conexão a um ponto de ancoragem seguro.

Além de oferecer segurança diante de uma eventual queda, o trava quedas retrátil proporciona uma movimentação melhor ao trabalhador – com destaque para o vertical – e ainda é capaz de permitir mãos livres depois que o aparelho estiver posicionado adequadamente.

O trava quedas se destaca como um equipamento versátil, podendo ser utilizado nos mais diversos setores de serviço e também industriais. A utilidade se estende e estruturas de telecomunicações, áreas de carregamento de caminhões, construção civil, escadas de marinheiro, tanques, telhados, embarcações, entre outros.

Diminua os riscos no trabalho em altura com os produtos Polifitema

Reduza os riscos de um trabalho em altura

Se você deseja adquirir os melhores equipamentos de proteção para sua equipe, confira agora mesmo a linha de produtos Polifitema. Além de contar com EPI’s de alta qualidade e tecnologia, a empresa oferece condições e valores competitivos.

Conheça os Cintos e Talabartes da Polifitema.

 

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta