Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Saiba o que é fator queda no trabalho em altura

Fatores de queda

Para explicar o fator de queda, devemos primeiramente entender o que seria isso e explicar também como se aplica tal fator de uma maneira cientifica, pois bem, o fator de queda (FQ) é um fator que não sofre alteração pelo peso do objeto, e muito menos o tempo, pois ambos pertencem a força gravitacional da Terra (10m/s²), o que realmente influencia e a altura em que o objeto se encontra, no caso que iremos citar é atura e suas variantes no fator de queda (FQ).

Já em trabalhos em altura, usamos o fator de queda (FQ), para relacionar a distância de queda e o comprimento da corda ou talabarte, esse fator foi criado para calcular a força exercida pelo corpo do trabalhador no momento de uma queda.

Antes da criação do método de cálculo do fator de queda, paraquedistas abriam seus paraquedas e sofriam uma força de frenagem tão forte, que em muitos casos, sofriam até lesões permanentes, mas após um consenso mundial, considerou-se que uma frenagem de 600 KGf ou melhor dizendo, 600 quilogramas/força, para que não haja ocorrências como deste tipo, sendo que é o combinado até os dias atuais.

Identificando o fator de queda / pontos de ancoragem para trabalho em altura

fator-queda

Fator de Queda <1 ou FQ>1 é um fator que fará com que o trabalhador tenha um impacto menor no corpo, pois a trava queda ou equipamento de talabarte fica presto em ponto de ancoragem para trabalho em altura logo acima da cabeça. Recomenda-se ancoragem acima da cabeça.

Fator de QuedaFator de Queda =1 ou FQ=1 é um fator que o trava queda ou equipamento talabarte, fixa-se em um ponto de ancoragem para trabalho em altura situado ente ao abdômen, neste caso ocorrendo a queda do trabalhador, o impacto será equivalente ao tamanho do equipamento de proteção de queda e o impacto no corpo será ampliado. Recomenda-se ancoragem na altura da cintura, mas deve ser usado com atenção.

calculo-fatores-de-quedaFator de Queda=2 ou FQ=2 é um fator que é considerado entre todos, o mais perigoso, pois nele o equipamento de talabarte ou trava queda é preso em um ponto de ancoragem para trabalho em altura abaixo dos pés, o que é altamente arriscado, pois caso ocorra a queda do trabalhador, o mesmo sofrerá um impacto equivalente 2 vezes o tamanho do equipamento de proteção de queda, ocasionando um impacto ainda maior no corpo. Recomenda-se ancoragem na altura dos pés, mas é usado somente em casos críticos.

COMO CALCULAR O FATOR DE QUEDA

Usa-se um cálculo especifico, Zona Livre de Queda ou ZLQ, usado da seguinte forma:

ZLQ= Somatória de A+B+C onde:

A= Comprimento do talabarte com extensão do absorvedor aberto= 2,80m;
B= Distancia da ponta dos pés ao ponto de conexão do cinturão= 1,50m;
C= Distancia do solo até a ponta dos pês= 1,00m;

Chegando a substituição de todos valores: ZLQ= 2,80+ 2,00+1,00= 5,3m

Fatores de Queda em Vídeo

Criamos um vídeo explicativo com instruções sobre Talabertes e fatores de queda conforme a nova NR35 com os produtos Polifitema

 

A POLIFITEMA É ESPECIALISTA EM EPIS

O elástico tem uma função de reduzir a extensão para que haja melhor manuseio, e aqui na Polifitema, encontra-se diversos e excelentes acessórios, todos testados e aprovados pelo INMETRO, como por exemplo os Trava Quedas, que são acessórios essenciais na proteção dos trabalhadores que executam trabalhos em altura, os mesmos seguem padrões de segurança que a Polifitema segue com vigor, oferecendo o melhor em segurança para seus usuários.

Confira em: http://www.polifitema.com.br/trabalho-em-altura/

Confira mais sobre os equipamentos para trabalho em altura aqui.

Gostou dessa publicação? Confira ela e muitas outros no Blog Polifitema.

Até a próxima!

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta