Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Conheça os equipamentos de proteção individual (EPI).

Para quem não é da área de segurança, a sigla EPI não faz muito sentido. A maioria das pessoas desconhece o significado dessa abreviação que quer dizer Equipamento de Proteção Individual. Apesar de não ser um termo conhecido entre grande parte da população, trata-se de algo bastante importante e que deveria ser de conhecimento geral, principalmente entre quem trabalha, possui amigos ou família que realiza algum tipo de trabalho de risco, como trabalho em altura.

O Equipamento de Proteção Individual ou EPI serve para proteger a integridade física de um trabalhador que exerce atividade arriscada ou atividade que comprometa a sua saúde. Também é importante saber que existe uma norma (Norma Regulamentadora 6) que obriga a empresa a disponibilizar EPI aos seus colaboradores nas seguintes circunstâncias:

  1. a) quando as medidas de ordem geral não ofereçam total proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;
  2. b) quando as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas;
  3. c) para atender a situações emergenciais.

Uma vez identificada a necessidade do uso de EPI por parte de um colaborador, um próximo passo deve ser tomado. Qual? Bem, todo colaborador que faz uso de Equipamento de Proteção Individual deve receber treinamento para aprender a manipular o acessório. Por exemplo, profissionais que realizam algum trabalho em altura, devem usar cinto para trabalho em altura. Sendo assim é preciso treiná-lo para aprender a manusear o equipamento de maneira correta e segura.

Geralmente, as empresas que vendem EPI’s são as responsáveis por treinar e ensinar os funcionários que farão uso dos Equipamentos de Proteção Individual. A Polifitema, por exemplo, atua desde 1992 nesse mercado, trazendo soluções como cintas de elevação de cargas, cintas de amarração de cargas e também cinto para trabalho em altura. A Polifitema também oferece treinamentos com materiais e aulas técnicas para ensinar o uso apropriado dos Equipamentos de Proteção Individual e o funcionamento dos mecanismos de cada item.

Visando a total segurança do profissional que trabalha em situação de risco, o mercado oferece uma grande variedade de EPI’s. Já mencionamos o cinto para trabalho em altura, que serve de proteção contra quedas, mas além desse acessório exsitem outros que também são bastante comuns, tais como:

-Proteção auditiva: abafadores de ruídos ou protetores auriculares;

-Proteção respiratória: máscaras e filtro;

-Proteção visual e facial: óculos e viseiras;

-Proteção da cabeça: capacetes;

-Proteção de mãos e braços: luvas e mangotes;

-Proteção de pernas e pés: sapatos, botas e botinas.

Os Equipamentos de Proteção Individual são fundamentais para a proteção do trabalhador, com respeito a sua saúde física e proteção contra os riscos de acidentes e doenças do trabalho, além disso, eles também proporcionam redução de custos ao empregador. Entretanto, é válido mencionar que não adianta fornecer o EPI ao funcionário, e não fiscalizar o uso. É importante destacar que é de obrigação da empresa vigiar se os funcionários estão utilizando os Equipamentos de Proteção Individual necessários para suas funções.

Agora você já sabe o que é EPI e pode identificar se a sua empresa precisa de equipamentos para proteção. Entre em contato com a equipe da Polifitema para mais informações sobre Equipamentos de Proteção Individual.

Conheça também: corrente grau 8, destaque Polifitema!

Saiba Mais

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta