Fábrica própria SP/BRASIL

Polifitema – Movimentação de Cargas

Falando sobre métodos: gestão de estoque otimizada

Saiba qual a importância da gestão de estoque, quais os métodos utilizados para manter o controle de estoque e onde encontrar aparelhagem, como lingas e correntes, para movimentação de cargas. 

É por meio da gestão de estoque que os gestores conseguem organizar os processos da empresa e garantir que tudo permaneça funcionando da melhor forma possível, suprindo as demandas dos clientes e ultrapassando a concorrência no mercado. 

Visto que a gestão de estoque é fundamental para o bom funcionamento de qualquer empresa, entender os métodos existentes para esse controle irá ajudar na armazenagem e movimentação de produtos, matérias-primas e ferramentas da corporação.

Saiba mais: Como é possível aumentar a qualidade dos produtos que são entregues.

A gestão de estoque exige a utilização de métodos especiais. Confira quais são eles:

Como otimizar os métodos de gestão de estoque

PEPS

O método PEPS leva em consideração que os gestores devem investir em maneiras de vender as mercadorias que estão há mais tempo no estoque, evitando, dessa forma, que os itens se tornem obsoletos. 

UEPS

Esse método já tem uma outra abordagem, exatamente contrária à anterior, e indica que os itens mais recentes é que devem ser oferecidos aos clientes, ou seja, são os primeiros produtos a sair. 

Essa abordagem não pode ser aplicada aos estabelecimentos que oferecem produtos perecíveis, como alimentos, pois resultaria em prejuízos e perda de cargas.

CUSTO MÉDIO

O custo médio, como o próprio nome sugere, surgiu para sugerir valores de produtos ao chegar mais mercadoria ao estoque, utilizando-se da média ponderada. 

Pode ser um bom método para o empreendimento, principalmente quando os valores das mercadorias em estoque não sofrem muitas oscilações. 

JUST IN TIME

O método propõe que o estoque deve permanecer com o menor nível possível, no intuito de reduzir os custos. De toda forma, deve sempre se manter capaz de atender às demandas dos compradores no momento da compra. 

CURVA ABC

Esse método leva em consideração três pilares para determinar qual a importância da manutenção para cada item em estoque. São eles: o faturamento, o giro e a lucratividade. No geral, os produtos em estoque podem ser classificados de três formas:

Produtos de tipo A: São as mercadorias de maior valor, e por isso é fundamental exercer total controle. 

Produtos de tipo B: Produtos que não demandam controle tão rigoroso, já que são de valor médio.

Produtos de tipo C: Itens de menor valor e que não necessitam dispor de tanto controle. 

 

Erros da gestão de estoque para ficar de olho

Falta de estoque suficiente

A empresa corre muitos riscos quando não tem estoque suficiente para atender às demandas, já que, além de não tirar lucro, também perde espaço no mercado. 

Estoque em demasia

Ao contrário do erro anterior, aqui o excesso de estoque também se mostra um problema presente em muitas empresas, já que pode gerar prejuízos caso não encontre demanda para seu escoamento. No caso de estabelecimentos que trabalham com produtos perecíveis, as perdas podem ser ainda maiores. 

Falta de atenção às mudanças no mercado

Ao longo do ano, as demandas da empresa tendem a sofrer oscilações. É o que se pode chamar de sazonalidade. Nesse sentido, a oferta de produtos deve sempre se adaptar ao que o cliente está procurando no momento em questão. 

Encontre equipamentos com segurança e qualidade pela internet

A Polifitema oferece aos seus clientes tudo o que é preciso para amarração e movimentação de cargas, como lingas e correntes, entre outros equipamentos fundamentais. Navegue pelo site da loja para conferir o catálogo de produtos e mantenha o maquinário da empresa sempre atualizado.

Veja mais: EPI | NR 11 | Manilha

Conheça mais os produtos da Polititema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga


Deixe uma resposta