Fábrica própria SP/BRASIL

Informações importantes sobre os cintos de elevação Polifitema

Informações importantes sobre os cintos de elevação Polifitema

A tecnologia desenvolvida em torno dos cintos de elevação Polifitema mitiga os riscos de acidentes e otimiza a agilidade dos trabalhadores, mas ainda é preciso levar as orientações de uso a sério para evitar acidentes.

Acompanhe as principais informações sobre os cintos de elevação Polifitema e saiba como adquiri-los. 

Leia também: Içamento de cargas: como elevar a qualidade e segurança nas atividades 

Principais tipos de cintos de elevação 

Cintas normatizadas

As cintas normatizadas foram desenvolvidas para suportar até 7 vezes a capacidade de carga descrita, ou seja, uma cinta capaz de elevar uma carga de 1.000 kg deverá romper apenas em um teste com 7.000 kg.

Importante: apesar da discrepância de carga como fator de segurança, é terminantemente proibido elevar peso superior ao descrito nas orientações da cinta, pois ela foi desenvolvida para manter o coeficiente de segurança de 7:1.

Cintas brancas

No caso das cintas brancas, o fator de segurança suporta até 5 vezes a capacidade da cinta, ou seja, se ela rompe com 5.000 kg, deve ser usada na elevação de 1.000 kg.

Mais uma vez é fundamental salientar que o fator de segurança não pode ser utilizado para elevar cargas de peso superior ao descrito na etiqueta do cinto de elevação, já que foi dimensionado dessa forma para que não haja acidente e para que se respeite o coeficiente de segurança 5:1. 

Cintas normatizadas e suas cores

As cintas normatizadas (NBR 15637) possuem códigos de coloração que ajudam a indicar a capacidade de elevação da cinta, de forma que a cor representa a quantidade de quilos que consegue suportar na posição vertical.

  • Roxo: 1 tonelada 30 mm de largura;
  • Verde: 2 toneladas 60 mm de largura;
  • Amarelo: 3 toneladas 90 mm de largura;
  • Cinza: 4 toneladas 120 mm de largura;
  • Vermelho: 5 toneladas 150 mm de largura;
  • Marrom: 6 toneladas 180 mm de largura;
  • Azul: 8 toneladas 240 mm de largura;
  • Laranja: 10 toneladas 300 mm de largura;
  • Acima de 10 toneladas todas são laranjas.

Importante: há empresas no país que comercializam cintas coloridas sem respeitar as normas de capacidade do produto, o que pode confundir o trabalhador e induzi-lo ao erro. Por isso, é fundamental conferir a etiqueta presente no produto e, assim, garantir que não ocorra nenhum acidente.

Riscos comuns em tarefas de elevação

Os riscos mais comuns envolvem a montagem do conjunto, quando realizada no próprio canteiro. No caso, o usuário deverá levar em consideração as seguintes orientações para formação de cintas de pernas:

  • No caso de serem utilizadas duas cintas de 1.000 kg, por exemplo, não é permitido somar os valores e elevar uma carga de 2.000 kg.
  • No caso de haver influência de ângulos, o ângulo de abertura das pernas é o que determina a capacidade:

¾: até 45 graus, duas cintas vão resistir apenas 70% cada;

¾: de 45 a 60 graus, duas cintas deverão resistir apenas 50% cada. 

Onde encontrar cintos de elevação Polifitema?

Para entender melhor os cintos de elevação e todos os nossos produtos, basta solicitar um catálogo de cintas pelo site e identificar todos os modelos e especificações técnicas.

Navegue pelo site para conhecer outros equipamentos e ferramentas da Polifitema.

Conheça mais os produtos da Polifitema, oferecemos produtos para: Trabalho em Altura, Elevação de Carga, Amarração de carga, Cinto de segurança paraquedista, Trava quedas e Içamento de Cargas


Deixe uma resposta

×